Pages

Ads 468x60px

Labels

30 abril, 2007

30/04/07

VIRGEM
Abril trouxe muitas surpresas - e mudanças de consciência. Agora que o mês acaba com um céu mais suave e que traz entendimento e paz, você também pode relaxar. Some seus valores e seus ideais e assim poderá brilhar na profissão. Chegará mais perto de uma ambição pessoal.
__________________________________________________________________

CÂNCER
A medida de seu bem estar hoje será medida pelo sucesso que tiver em criar um clima equilibrado e amistoso em casa, com as pessoas que ama. Vênus em Gêmeos sinaliza que você sentirá o que deve falar e como se comportar para não criar arestas e asperezas. Acredite em seu poder de amar.

21 abril, 2007

Sábado, dia 21 de abril de 2007

Câncer
Porque você começa a redescobrir o gosto pela vida social, também está mais ligado nas idéias que ajuntam as pessoas e as fazem realizar sonhos. Com o pensamento claro e as intenções corretas, será este um ótimo dia para sair e se divertir. E evite alimentos de procedência duvidosa.

Virgem
Astral poderoso para ampliar seu espaço em casa, depois de esclarecidas as aspirações, por meio de dialogo - mas não cutuque os mais próximos. Sua agilidade mental e prontidão de respostas terão ótimo efeito, porem, para uso social e profissional. No amor, converse sobre gastos financeiros.

18 abril, 2007

Retrato de um INFP - Introverted iNtuitive Feeling Perceiving

Seu modo principal de viver é focado internamente, lidando com as coisas de acordo com a maneira com que você se sente quanto a elas, ou de acordo com a maneira com que elas se encaixam no seu sistema de valores pessoais. Seu modo secundário é exterior, através do qual você absorve fatos principalmente através da sua intuição.

Você, mais do que outras pessoas que são intuitivas e que dão mais ouvidos aos sentimentos do que à razão, e é focado em fazer do mundo um lugar melhor para as pessoas. Sua primeira meta é encontrar o seu significado na vida, perguntando coisas do tipo: "Para quê eu existo? Qual é o meu propósito? De que maneira eu posso ser útil?". Você é uma pessoa idealista que se esforça ao extremo para atingir os objetivos que identificou para si mesmo.

Você conta totalmente na sua intuição para te guiar, e usa suas descobertas para buscar constantemente o valor da vida. Você está numa missão contínua para encontrar a verdade e o significado das coisas. Cada interação e cada pedaço de sabedoria adquirida é filtrada pelo seu sistema de valores, e avaliada para ver se existe algum potencial para lhe ajudar a definir ou refinar mais ainda seu próprio caminho na vida. A meta final é sempre a mesma -- você se esforça para encontrar um significado e ajudar as pessoas.

Em geral, uma pessoa gentil e de muita consideração, você é um bom ouvinte e deixa as pessoas à vontade. Mesmo que reservado ao expressar suas emoções, você se importa demais com os outros, e é genuinamente interessado em entender e ajudar as pessoas. Esta sinceridade é percebida pelos outros, fazendo de você um amigo especial, e em que se pode confiar. Você geralmente é muito caloroso com as pessoas de quem mais gosta, embora este lugar esteja reservado para poucos.

Você odeia conflitos, e faz o que pode para evitá-los. Se você precisa encará-los, será sempre utilizando a perspectiva dos seus sentimentos. Em situações de conflito, você dá pouca importância para quem está certo e quem está errado. Você simplesmente quer resolver o conflito, pois isto lhe causa um profundo mal estar. Você pode fazer um ótimo papel de mediador, e tem facilidade para ajudar outras pessoas a resolver seus conflitos, porque você entende intuitivamente as perspectivas e os sentimentos de cada um, e quer genuinamente ajudá-las. Mas suas ações, profundamente influenciadas pela emoção, podem fazer com que você tenha muita dificuldade para resolver seus próprios conflitos.

Você é uma pessoa flexível e despreocupada, até que um de seus valores seja violado. Nesse momento você pode se tornar ríspido, lutando com muita garra e paixão por sua causa.

Quando você começa um projeto no qual se interessa, é muito comum que este se torne uma "causa" para você. Assim, mesmo que normalmente você não seja uma pessoa muito apegada a detalhes, você passa a dar uma atenção desproporcional para aquele projeto, esquecendo de todo o resto -- você deve ter muito cuidado para que isso não cause um desequilíbrio em sua vida.

Quanto a detalhes mundanos da vida (como lavar, limpar, passar, etc), você praticamente não está ciente deles. Você pode passar meses sem perceber as manchas no carpete, e, mesmo quando percebe, adia este tipo de tarefa o quanto puder. Isso pode fazer com que problemas pequenos se avolumem, e se transformem em problemas cada vez maiores.

Você não gosta de ter que lidar com fatos concretos e com lógica. Seu enfoque pessoal nos seus sentimentos e na condição humana torna difícil que você lide com decisões impessoais. Você não compreende nem acredita na validade de uma decisão que não leva as pessoas em consideração, fazendo de você uma péssima pessoa para tomar esse tipo de atitude. Você provavelmente evitará análises impessoais, apesar de poder desenvolver esta capacidade, e de conseguir ser bastante lógico. Sob estresse, é comum que você utilize a lógica de uma maneira errada quando, por exemplo, num momento de raiva, em que você cita fatos (e geralmente não completamente corretos) em uma explosão emocional.

Você tem padrões altíssimos para si, e pode ser muito duro consigo mesmo, tendo dificuldade para valorizar suas próprias qualidades. Se não resolver este seu conflito interno, nunca ficará feliz consigo mesmo, e pode ficar confuso e paralisado quanto ao que fazer de sua vida.

Pessoas como você geralmente são escritores talentosos. Você pode se sentir esquisito e desconfortável em se expressar verbalmente, mas você tem uma capacidade maravilhosa de definir e de expressar no papel, e faz isso com muito cuidado.

Você se daria bem se participasse mais de profissões de cunho social, como na área de aconselhamento ou de educação. Você se encontra o mais confortável e feliz possível quando trabalha pelo bem das pessoas, e onde você não precisa usar lógica intensamente.

Se você desenvolver suas potencialidades você poderá realizar feitos maravilhosos, apesar de que provavelmente você nunca ficar satisfeito com eles. E lembre-se: algumas das pessoas que mais causaram desenvolvimentos humanísticos no mundo foram pessoas como você.

__________

O teste que mais identificou com clareza e competência como sou.
http://wiki.inspiira.org/view/Persona/TesteSimplificado

Despeço-me.

17 abril, 2007

Por que um Deus de amor permite o sofrimento no mundo?

"Se Deus fosse bom, desejaria fazer suas criaturas perfeitamente felizes, e se ele fosse onipotente, seria capaz de fazer o que desejasse. No entanto, as criaturas são infelizes. Portanto, Deus não tem bondade nem poder."

C. S. Lewis - O Problema do Sofrimento

10 abril, 2007

Como tudo aconteceu


Aquelas palavras melancólicas mexeram comigo, não sei o motivo. Identifiquei-me com a autora de tão tristes letras no papel virtual e busquei saber quem era, como era; uma necessidade até engraçada, pois também eu afundava no lodo obscuro da depressão e não havia nem sombra de umas recuperações repentinas, quem dirá entereçar-me por aquela desconhecida dos versos de ouro. Como escrevia bem aquela mulher, dizia enquanto me encantavam aqueles textos pessoais dispostos para o mundo todo ler, todos com um português impecável, invejoso, belo. Um momento de alegria tomou conta de minha mente: a dona dos adoráveis escritos era de Brasília também!
Em um famoso site de relacionamentos encontrei-a, uma mulher que me pareceu fascinante. Suas fotos remetiam meus pensamentos às mais impensadas idéias e aos mais loucos desejos. Como podia, dona de um sorriso tão belo e olhar cativante, sofrer tanto como sofria? Lembrei que o mundo é mesmo injusto e esta dúvida pareceu-me desnecessária. Ela, tão linda, tão cheia de vida, inteligente, triste; a identificação com minha pessoa foi mais que imediata! E o calor que as fotos reproduziam em mim, intenso, foi dando lugar a uma ternura sem explicação. Bem, extremamente sentimental que sou, fica fácil uma explicação plausível (!) Mais que depressa lhe deixei um recado, palavras de um puro admirador que tão encantado estava com aquelas palavras traçadas no site. Mais que depressa, como um menino bobo que não deseja perder seu brinquedo mais querido, copiei suas fotos para meu computador para poder apreciar tal beleza sem fim.
A alegria tomou conta de meu ser novamente quando, sem esperar, imaginando que desprezaria minhas palavras, respondeu meu recado agradecendo e complementando que também gostara muito dos meus textos. Entrei em êxtase silencioso diante do PC! Minha face enrubesceu diante do fato que não pude esconder a satisfação naquele momento, e nos momentos seguintes, nos dias que se seguiram.
Mantive contato com aquela mulher até o dia em que li seu convite para uma cerveja com outra amiga sua, que havia chamado a hipótese à questão. Meu chão se fez pó, parecia que meus pés não mais tocavam algo sólido e sustentador e, como sempre faço no momento em que fico contente com algo inesperado, bati uma palma bem alta! Creio que até o vizinho do andar de cima deve ter ouvido a comemoração. Mas então emudeci, sem saber o que responder; não por falta de vontade, pois aquele convite era tudo o que eu mais esperava, mas por timidez exacerbada, uma marca que carregava comigo desde a depressão. Por este motivo o convite não havia sido remetido por mim e, agora, aquelas palavras soavam como um desafio para minha personalidade 'arisca'. Se não aceitar, a perco de vez -sem, no entanto, tê-la, de fato, conquistado, mas, se aceitar, terei que domar esta timidez confusa, este medo de encontros, esta força quase mais forte que eu mesmo. Fechei a janela do site e acendi um cigarro para pensar...
Então, depois de muito refletir e ponderar sobre muito e tão pouco, respondi-lhe com a certeza de um bárbaro gladiador cercado de milhares de olhos aflitos no Coliseu, esperando que aquele brutal homem dê fim ao perdedor, ao derrotado, ao que lutou demais e conseguia, naquele momento, o de menos. Respirei fundo e disse-lhe que sim! Afinal, era apenas um encontro, coisa pouca, nada que pudesse colocar fim ao mundo, ao meu mundo. Contente com minha decisão acertada entristeci-me com imprevistos -que hoje, já nem lembro quais eram - que me fizeram adiar poder olhar naqueles olhos tão belos. Mas propus um novo encontro, agora com a certeza do Pilatos que lavou as mãos diante de Cristo, e ela aceitou, disse estar tudo bem. Mas, como iríamos nos encontrar com alunos dela -sim, ela era professora universitária - julguei melhor deixar para uma próxima vez, deixando que minha timidez guiasse minhas respostas, cometendo um erro cruel que poderia comprometer definitivamente o meu encontro com ela. Afinal, quem, depois de tantos desencontros, quereria ainda encontrar-se com um desconhecido que parece fugir de encontros como um vampiro corre da luz?
Era quinta-feira quando ela, novamente e com paciência e determinação quase religiosos, chamou-me novamente para um encontro, agora no domingo; Ariano Suassuna, ícone da cultura brasileira, palestraria em Taguatinga pela noite, finzinho da tarde. E, como quem diz em entrelinhas 'agora você não me escapa', ofereceu-se para dar-me carona da minha casa, em Águas Claras, até o evento. Aceitei, apesar do frio na barriga (!), trocamos telefones e aguardei até o domingo, que prometia ter uma tarde agradabilíssima.
Então, na noite de sábado, encontramo-nos no tal site de relacionamentos onde tudo começou, e conversamos muito! Rimos, tocamos em assuntos sérios, trocamos breves elogios e, a partir de determinado ponto da conversa, percebi que havia um declínio para algo mais forte que uma simples amizade. Entrelinhas e 'verdes' jogados se mostrando mais e mais convincentes; uma madrugada toda regada a uma conversa agradabilíssima que enclausurara o sono numa dimensão distante, longe daquele momento de descoberta, do primeiro 'conhecer' do outro. Depois de mais de 20 páginas de recados, deixando de lado alguns poucos que eu havia começado a apagar de antemão, o sono bateu do lado de lá; ela ainda estudaria naquele dia, era melhor descansar. "Beijos, boa noite, durma bem. Vemo-nos daqui a pouco”.
Por volta das 16 horas eu me impacientava! "Será que ela vem? Será que me achou um porre? Desistiu? Jamais irá querer olhar-me nos olhos depois da nossa tão agradável conversa boêmia?". O celular ao meu lado não tocava, achei 'fora do tom' ligar, como se estivesse desesperado atrás de uma mulher. Talvez ela não me entendesse. Enquanto assistia Tv, preocupado com a demora daquela mulher, pensava em como agir, planejando quais palavras falar, que termos usar para não parecer idiota. "E se ela tocar em assuntos da nossa conversa anterior pela Internet?" Tentei relaxar enquanto acendia um cigarro e olhava o horizonte, imaginando como seria estar com aquela mulher que despertava algo em mim, como jamais imaginei sentir em minhas veias.
O telefone toca! Pulo de susto e corro ao seu alcance e, meio trêmulo, sem saber o que ouviria, cumprimentei-a. Estava perdida em Águas Claras!! Rimos da situação, ajudei-a no caminho correto e aguardei ansioso os menos de 2 minutos passarem.
O telefone toca! Mas, agora, já não pulo mais de susto: minhas mãos tremem, ela avisa-me que me aguarda em baixo do prédio, da minha "torre". Indaguei sobre seu "cavalo branco", ela o descreveu. Desci, sentindo uma sensação gostosa e confusa.

A caminho do seu carro, numa fração de segundo pensei em como cumprimentá-la, o que dizer de início. Mas, para a minha surpresa, vejo uma mulher vindo ao meu encontro enquanto meu coração quase saia pela boca (!). Linda!! Maravilhosa!! Meu deus!! Aqueles cabelos cacheados soltos ao vento, um corpo escultural dentro de um vestido longo. Seu sorriso, tão belo, obrigou-me a fazer uma pergunta em silêncio para mim mesmo: "Eu estou conhecendo uma mulher dessas??? Meu deus..."
Abracei-a e entramos em seu carro, tendo como destino Taguatinga. O único detalhe é que ela, nem mesmo eu, sabíamos o local onde deveríamos chegar. Imaginei ser no SESI que tem a caminho de Brasília (Plano), mas não era. Depois de rodar e perguntar para algumas pessoas chegamos ao local determinado!! Como em Brasília as pessoas parecem verter do chão quando há algum evento gratuito, não pudemos entrar para assistir sentados, confortáveis. Rodamos as instalações do lugar, encontramo-nos com amigos daquela linda mulher, voltamos para o lado de fora para fumar um cigarro.
Ao lado dela uma vontade foi crescendo, solidificando, esvaindo em forma de suor frio: eu queria muito beijá-la, pegar sua mão, abraçar seu corpo, envolvê-la em meus braços; mas a timidez e a incerteza do desconhecimento da sua reação fizeram com que meu desejo continuasse sendo um simples desejo sem ação. Conversamos, encontramos alunos dela, tomamos algumas cervejas... Até que decidimos sair à caça de algum lugar para conversarmos melhor, tomando uma boa cerveja gelada.
NADA ABERTO EM PLENA NOITE DE DOMINGO!!! Queríamos um mísero lugar para nos sentar e tomar algo, nada de mais!! Rodamos um pouco e, quando as esperanças já estavam nos seus últimos suspiros, algo aberto!! Sentamos e começamos a conversar.
Falei sobre mim, sobre minha vida, revelei coisas que, por deus, não revelaria para uma pessoa que acabara de conhecer. Por um instante me perguntei: "ela deve estar cheia das minhas histórias tristes!! Vou calar a boca, perguntar sobre ela e me calar." Então, ela começou a falar sobre sua vida, suas frustrações, e descobri muita coisa em comum com aquela amável mulher a minha frente. O bar já fechava, então pagamos a conta e fomos para o Guará, onde encontramos um outro ponto aberto, embora estivesse quase fechando também. Conversamos mais uns poucos trinta minutos e voltamos. Era tarde, ela trabalharia na segunda-feira, decidimos voltar embora.
Todo o caminho de volta foi regido por uma dúvida silenciosa em minha cabeça. Devo ou não beijá-la? Se beijar, pode parecer que sou um galinha, que, mal conhece uma garota e já a agarra; por outro lado, posso desperdiçar uma chance única, pode ela estar querendo um beijo e eu, por timidez, não o daria. No impasse permaneci até chegarmos ao meu prédio. O carro parou, brinquei com algo sem sentido no momento e inclinei-me para abraçar-lhe, sentindo meu coração quase me induzir a um infarto!! Foi um abraço tão gostoso, uma noite tão gostosa... Agradeci pela oportunidade e, no fim do abraço, tomei coragem -na verdade, não sei de onde veio tamanha coragem naquele momento - e, lentamente, como nos filmes de cinema, alcancei seu rosto tão lindo e senti seus lábios enquanto tentava imaginar qual seria a sua reação. Para minha alegria e surpresa, aquela mulher bela, de lindos e cacheados cabelos, correspondeu ao beijo. O passado e o futuro perderam completamente seus sentidos e restou apenas aquele momento mágico, onde o tempo recusava-se a passar, onde nós, recém conhecidos, desfrutávamos do beijo mais gostoso que poderia existir. Afaguei seu rosto de pele tão sedosa; sentir sua respiração quente e ritmada era uma dádiva qual eu quase desconfiava ser real. "Estou sonhando?" Não, não sonhei naquele momento, embora tenha sentido que meu corpo todo se enchia de uma serena vontade daquele beijo não acabar mais, não precisar acabar. Meio sem jeito, despedimo-nos e ela se foi em seu "cavalo branco", enquanto eu fumava um cigarro na garagem do prédio, sentindo algo que fazia tempo eu não sentia.
Aquela linda mulher mexeu comigo desde o primeiro instante que a vira.

09 abril, 2007

Segunda-feira - Abril

VIRGEM:

A Lua em Capricórnio significa muito para você; aquele sinal verde que esperava para avançar com segurança num propósito maior. É a hora de peneirar as idéias e as inspirações dos últimos dias, com realismo e paciência. Uma virada positiva no amor pode ser uma benção. (\o/ :***)


Em abril:

Em busca do que é essencial e da renovação: é assim que você se sentirá bem este mês, firme em seus propósitos de resgatar o sentido e um frescor redobrado em viver. O Sol transitando Áries até a terceira semana do mês revelará como você deve proceder para se livrar de medos e discernir ainda melhor dentro de seu coração. Júpiter em sagitário, armando ótimos aspectos com Saturno aponta um período apropriado para fundar sua vida em novos parâmetros, contendo uma dose de sonho que dá o entusiasmo para seguir adiante, e uma porção generosa de realismo pautada por sua experiência de vida.
Você irá reavaliar seus desafios depois do dia 10/4 - usando sua experiência como baliza, saberá escolher quais são aqueles que realmente significam novidade e frescor em sua vida presente, e os que apenas cansam, ou não tem tanto sentido assim. Por esta época também há os bons aspectos de seu regente Mercúrio com Vênus, que favorece a aplicação de conhecimento prático e da imaginação a favor da sua autoconfiança. O Sol em sextil a Netuno promove inspiração e sensibilidade deixando você aberto para novas e amplas perspectivas de futuro. Trata-se então de aplicar melhor seus conhecimentos para que sua vida se torne uma experiência mais rica e inspiradora.

Na segunda quinzena, Saturno e Urano se desentendem no céu - de 21/04 a 26/4 especialmente, tornando mais difícil realizar o que foi planejado devido a ocorrências inesperadas e eventos que não estavam na programação. Nesse contexto astral, Mercúrio em Áries representa o trunfo para os virginianos; sendo o planeta da comunicação e da mentalidade prática, regente de seu signo, fortalece o uso mental e a penetração intelectual, promovendo aquela famosa visão de detetive que todo virginiano possui e que, de vez em quando, vem à tona com força, o que será o caso em abril. Assim, você irá superar os entraves e contornar o imprevisível usando sagacidade e agilidade mental. Você irá prever os próximos passos e isso lhe dará segurança para seguir adiante sem medos maiores.

A entrada do Sol em Touro representa, a partir de 20/4, um dos melhores períodos para você aplicar de modo sensato e prático as mudanças que as descobertas recentes, a respeito da vida e de si mesmo, o levaram a rever comportamentos e a refazer prioridades. A busca por um sentido que de conta de explicar tudo isso será o grande fator de mobilização interna do resto do mês, estendendo-se até maio que vem. Você também conta com a entrada de Mercúrio em Touro a partir de 27/4, acentuando sua curiosidade sobre praticas religiosas e espirituais, desde que elas ecoam de modo palpável e concreto em sua vida presente. Apesar de um misticismo prático e de uma espiritualidade sem grandes complicações, por causa delas você poderá voltar a estudar temas relativos à filosofia, ou poderá viajar para encontrar respostas.

Júpiter e Saturno continuarão protegendo sua iniciativa para além de abril.

Saúde

O mês é ótimo para investir num check-up e em mais contato com a natureza. A terceira semana, depois da Lua nova em Áries (17/4), é ótima para você fazer aqueles exames anuais que revelam o real estado de seu organismo. Não brinque e vá fundo nessa pesquisa, encarando os problemas com coragem, você irá superar medos e dúvidas com mais facilidade e rapidez e aproveitar melhor os sete dias pós-lunação.

Amor

Abril será o mês das trocas afetivas pautadas pela identidade de valores e de propósitos. Ao tentar resgatar aquela sensualidade e clima de descoberta dos primeiros tempos, alguns virginianos comprometidos irão fundo na pesquisa dos porquês e dos para quês da relação atual. Irão longe e descobrirão muita coisa - inclusive facetas pessoais que não são nem tão bonitas, nem tão louváveis. Mas o que vale é a viagem da descoberta, e esta se dará com ímpeto e coragem. Assim, as relações em geral passarão por uma análise e um exame mais profundo. Afinal, Júpiter - o planeta do entendimento e da esperança - transita o setor familiar, dando aquela vontade de descobrir mais a respeito de seu papel no clã, descortinando raízes e dando novos significados a vivências passadas. Talvez você precise de alguém que o ajude nessa viagem, pois ela terá reflexos irreversíveis na sua vida amorosa.

Em um nível mais corriqueiro e mundano, especialmente para os virginianos solitários ou em um namoro recente, a seriedade e a preocupação podem toldar o lado leve e superficial das paqueras a partir da segunda semana. Se você quer manter o pique aceso, deve apostar em relações baseadas na identidade intelectual. Faça programas que incluam cultura e leve a conversa para o lado racional. Sem identidade de interesses e alvos semelhantes, será difícil que você se sinta ligado.

A tendência a aprofundar relações somente se elas atenderem a seus altos padrões de exigências estará acentuada por todo o mês. Você poderá renovar sua vida amorosa conforme suas dúvidas e medos forem sendo destravados, compreendidos e superados.

Os sucessivos aspectos de Mercúrio e Vênus que ocorrerão a partir da terceira semana farão você andar mais rápido, compreendendo muita coisa com grande agilidade e profundidade.

Mas sexo pode ser um problema na terceira semana - você não estará muito aberto para demonstrações alheias, as quais terão efeito oposto. Procure deixar claro que você não quer desentendimentos ou brigas, mas é preciso esclarecer pontos nublados na relação a dois - como divergências no campo da sensualidade e sexualidade.

Talvez alguns virginianos estejam mais audaciosos na última semana de abril, mas ainda assim será importante não insistir em relações complicadas. Você pode acender rápido, mas a chama será volátil e delicada. Nos últimos dias de abril - 27 e 28 - a timidez, o sentimento de inadequação ou a frieza podem interromper o fluxo de intimidade. Espere o início de maio e não force a natureza.

Finanças

Reequilibrar o orçamento e rastrear fontes novas de captação de recursos é o tema no qual você precisa se concentrar desde o início do mês, pois abril traz promessas de vitória e expansão. Logo na primeira semana, a idéia é equilibrar suas parcerias, pois o grosso de entrada de dinheiro virá delas este mês. Considere clientes novos e não hesite em se livrar dos maus pagadores. Um sócio ou parceiro pode aparecer até 10/4, e você terá de escolher entre crescer só, ou acompanhado. Os astros dizem que acompanhado pode ser mais excitante, inovador e promissor, mas a escolha será sua.

Na segunda semana, reavalie com objetividade e frieza até que ponto vale à pena se enfiar numa disputa com rivais. Se a disputa envolve patrocínio ou verbas para concretizar um projeto que o apaixona, a pior coisa que você faz é desacreditar-se, desvalorizando seu poder de realização.

Se você ainda tiver dívidas, aproveite o embalo da Lua nova em Áries (17/4) e trate de resolver as pendências. Investindo em novas saídas para seus problemas, quem sabe você não consegue convencer um sócio a lhe fazer um empréstimo que resolva tudo?

A idéia de um novo empreendimento pode animar você nos últimos dias do mês. Mas a cautela e o medo de quebrar a cara como ocorreu no passado serão breques poderosos. Na verdade, alguns impedimentos e demoras podem até ajudar você a se sentir mais seguro pesquisando um pouco mais antes de se aventurar financeiramente.



CÂNCER:

Comece a semana perscrutando o horizonte, para ver com mais nitidez seus aliados e conferir o astral dos seus associados. Não é boa política ficar na mão de um deles. O prejudicado seria você. Para não carregar malas sem precisar, observe mais antes de acertar um negocio novo.

Em abril:

A vontade de ir mais além e assim poder realizar um monte de ambições e sonhos dará o tom de abril, um mês em que o lado tímido e acanhado do nativo deste signo dará lugar a uma vontade poderosa e corajosa.
Logo na primeira semana, o canceriano se encontra dividido entre o mundo aconchegante que lhe dá aquele apoio fundamental, e a vontade de conquistar um lugar ao Sol mais amplo. Com a Lua cheia em Libra (2/4) tem inicio um movimento interno que o impelirá a decisões - desta vez baseadas em muita reflexão, sem desdenhar de valores e necessidades íntimas. Mercúrio dissonante na primeira semana atrapalha o julgamento do canceriano, distraído, sensível e imerso em temas intrincados. Canceriano, proteja-se de verdade nesta primeira semana.

Sua relação com o mundo passará por um crivo mais exigente a partir da segunda semana. Até ai, você poderia ter insistido em comportamentos e expectativas que estavam dando resultado, mas daí em diante, entenderá o que precisa ser alterado em você e fará as mudanças de modo mais rápido, objetivo e consciente. Baseie suas escolhas em suas experiências passadas. Mercúrio e Vênus - de 4/4 a 10/4 - somam expressividade a busca por equilíbrio e bem-estar. Busca inteligente, que será feita nos estudos e nas informações que você extrairá do mundo externo, tomando apenas o que lhe servir de verdade.

Na segunda quinzena, depois da lunação em Áries, que inaugura o ano astrológico - em 17/4 - você estará pronto para lutar por sua independência e seu lugar ao Sol. A partir daí, semeie projetos que realmente façam a sua cabeça! Algo que tenha sentido delicado para sua intimidade, mas que seja poderoso como estimulo verdadeiro.

Sensível as reais necessidades das pessoas, protegido pelo Sol em Touro, você estará atento para o que é essencial e não para o que é acessório. Essa percepção será mais sentida e profunda, dando a orientação para sua caminhada e suas escolhas este mês. Contando com a integridade de sua crença será mais fácil seguir adiante dos apelos mundanos que teimam em distrair você daquele lado essencial nomeado acima.

Saúde

Moderação nas atividades sociais e profissionais assumidas na segunda semana. Fuja do cansaço e do estresse, não arme programas na base da correria, e procure evitar a companhia de pessoas que diminuem sua autoconfiança. Alongamento, proteção contra mudanças bruscas de temperatura e exercícios de baixo impacto serão ótimos para você nessa ocasião. Afora essas recomendações, depois que o Sol entrar em Touro sua resistência tende a ser maior. Infelizmente, a possibilidade de engordar também.

Amor

Mantenha vigilância estreita - nada de baixar a guarda na hora de preservar sua intimidade! Em abril, sua paz sentimental dependerá muito desse pequeno detalhe. Claro que Vênus transitando em um signo de sociabilidade na segunda semana inclina a muitos eventos sociais, e a uma disposição aberta e amigável com a maioria das pessoas. Mas daí a abrir o flanco vai uma enorme distância. A discrição realmente será sua arma mais poderosa para viver em harmonia com quem ama, do namorado ao filho.

O amor terá de ser vivido na intimidade na primeira semana - bem, talvez você não esteja com muita cabeça para situações absorventes e precise de espaço para se entender consigo, antes de engatar uma relação mais próxima! A Páscoa pode ser um bom motivo para pedir um tempo.

Como suas inclinações mais profundas estão mudando lentamente - Urano e Júpiter tem muito a ver com isso - não se espante ao achar tedioso um programa de final de semana com seu amor, que antes era tudo que sonhava, mas que agora não satisfaz mais. Depois do dia 10/4, você pensará duas vezes antes de se envolver em relações que não atinjam sua expectativa de qualidade. Nada menos do que o melhor - e isso, tanto nas amizades, quanto nas paqueras. Os cancerianos casados podem aproveitar o embalo e caprichar na atenção ao ser amado, expondo com clareza e honestidade suas dúvidas e mágoas, pois isso irá pavimentar melhoras visíveis na dinâmica a dois.

Os cancerianos solitários estarão emitindo sinais claros de conquista e encanto por onde passarem este mês. Mas dentro de sua nova freqüência, ou a relação tem qualidade, ou você não pensará duas vezes em dar as costas a qualquer pretendente. Os lugares óbvios para encontrar um amor novo são as escolas, os locais onde se aprende e se ensina o que quer que seja e até mesmo na conexão de metrô que você pega para ir ao trabalho ou para casa.

Na quarta semana de abril, o lado leve do amor volta com tudo. Mas você estará mais cauteloso na hora de expressar seus pensamentos e sentimentos. Tudo bem: Mercúrio em Touro fará você abrir a boca apenas por boas razões: movimentação entre amigos e novidades virá delas. Sensatez e bondade formam um ótimo cartão de visita para esbanjar por ai. No dia 30, Vênus e Netuno garantem a retaguarda no caso de você querer dar uma escapada da rotina com seu amor e criar aquele lindo cenário de sonho a dois.

Finanças

Abril ainda será um mês em que seus contatos, parcerias e sociedades jogarão o papel principal no avanço da carreira e na abertura de novas possibilidades. O Sol em Áries nesta data simboliza garra e coragem de estabelecer trabalho em equipe. Mas você quer correr atrás de seus planos e não esperar que outros tomem as iniciativas em seu lugar.

Sociedades e parcerias estarão, portanto, sob o crivo da análise na segunda semana. Talvez você chegue à conclusão de que é melhor acabar uma parceria devido a diferenças insuperáveis - cada um prioriza objetivos diferentes, aloca tempo diverso, e não tem experiência semelhante. Ao mesmo tempo, você estará num pique de ampliação, querendo emancipar-se de pesos e amarras que só constrangem seu raio de ação. Considere tudo isso ao analisar seus relacionamentos com clientes, parceiros e sócios de profissão e trabalho.

Você ainda tem chance de melhorar seu orçamento doméstico antes que o Sol entre em Touro. Comece a fazer isso logo depois da Lua minguante - Vênus ajuda a tornar a tarefa divertida e criativa. Corte os excessos, e se pergunte honestamente se você precisa acumular coisas. Talvez seja hora de abandonar o medo e se lançar de corpo e alma num negocio próprio. Para isso, espere Mercúrio entrar em aspecto favorável com Saturno, Júpiter e Netuno - de 21/4 a 23/4.

Plante os seus projetos e planeje suas estratégias de sucesso depois da Lua nova em Áries (17/4), quando você estará afinado com o que o mundo quer de você e capaz de corresponder dentro do que achar ser valioso e útil. Um toque de pioneirismo e audácia precisará estar presentes nesses planos. Trabalhe na sua imagem profissional e arrisque-se num negócio novo - que inclua até mesmo uma viagem, espiritualidade ou outro no qual você coloque sua crença e ideal.


08 abril, 2007

Gente


Composição: A. Valsiglio / Cheope / M. Marati


Si sbaglia sai quasi continuamente

Se erra sabe quase continuamente

sperando di non farsi mai troppo male

esperando de não fazer-se nunca tanto mal

ma quante volte si cade.

mas quantas vezes se cai.

La vita sai è un filo in equilibrio

A vida sabe é um fio em equilíbrio

e prima o poi ci ritroviamo distanti

e antes ou depois nos encontramos distantes

davanti a un bivio.

na frente de um dilema.

Ed ogni giorno insieme per fare solo un metro in più

E cada dia juntos para fazer um metro a mais

Ci vuole tutto il bene che riusciremo a trovare in ognuno di noi

Queremos todo o bem que conseguiremos encontrar em cada um de nós

Ma a volte poi basta un sorriso solo

Mas as vezes basta só um sorriso

a sciogliere in noi anche un inverno di gelo

para desmanchar em nós também um inverno de gelo

e ripartire da zero

e partir do zero

Perché non c'è un limite per nessuno

Porque não tem um limite para ninguém

che dentro sè abbia un amore sincero solo un respiro

que dentro de si tenha um amor sincero só um respiro

Non siamo angeli in volo venuti dal cielo

Não somos anjos em vôo vindos do céu

Ma gente comune che ama davvero

Mas gente comum que ama de verdade

gente che vuole un mondo più vero

gente que quer um mundo mais verdadeiro

la gente che incontri per strada in città

a gente que encontras pela estrada na cidade

Prova e vedrai ci sarà sempre un modo

Prove e verás que haverá sempre um modo

dentro di noi per poi riprendere il volo

dentro de nós para depois retomar o vôo

verso il sereno

por trás do sereno

Non siamo angeli in volo venuti dal cielo

Não somos anjos em vôo vindos do céu

ma gente comune che ama davvero

mas gente comum que ama de verdade

gente che vuole un mondo più vero

gente que quer um mundo mais verdadeiro

la gente che insieme lo cambierà

a gente que juntos o mudará

Gente che vuole un mondo più vero

Gente que quer um mundo mais verdadeiro

la gente che insieme lo cambierà.

a gente que juntos o mudará.

Wahrheiten


Tímido, observador, carrego em meus alforjes os fantasmas de um passado assombroso. Sentimental sem futuro, senão ver em tudo e todos as cinzas da destruição e o putrefacto odor de lembranças dissonantes, proprietário vitalício de um temperamento passivo e clara vocação solitária.

02 abril, 2007

60 dias apaixonado


60 dias. Como descrever tão agraciados momentos em sua presença? A semente plantada ao acaso numa solitária e fria noite de janeiro, hoje expande raízes, mostra-se forte apesar das adversidades com o único desejo de crescer, fortalecer-se e ainda mais crescer.

60 dias. Quem diria que alguém tornaria a me aguentar por tanto tempo assim... Eu e minhas manias sem fim, meus complexos, minhas dificuldades, minha carência e a forma que de melhor encontrei para supri-la: dar carinho. Os momentos de completa 'esquisitice' enquanto analiso as pessoas ao meu redor, os comentários maldosos -convenhamos, não tão maldosos assim- e as brincadeirinhas sem graça que teço para quebrar o inerte silêncio que ecoa dentro do carro a caminho de casa.
60 dias. Parece que estão multiplicados por 6, mas no melhor dos sentidos.

60 dias. E desejo passar muitos 60 dias a mais ao seu lado, provando da delícia dos teus beijos, encantando-me com a beleza rara do teu sorriso, redescobrindo a cada encontro a magia da primeira vez.


Muitos beijos carinhosos, minha linda.