Pages

Ads 468x60px

Labels

24 maio, 2011

Da imbecilidade que não é a nossa.



Odeio a imbecilidade de terceiros, me corroi como não deveria ser. Gente que se acostumou com um foço cheio de merda e parece não querer sair de lá, mas sente-se muito bem para buzinar palavras de pseudo-revolta no meu ouvido. Há tempo para tudo abaixo do sol, há tempo para correr pra barra da saia da mãe, há tempo para pegar sua espada e sair no mundo.

Mas tem gente que não consegue mudar.
Como eu queria um porrete, um daqueles bem medievais. Haveria crime bárbaro nos jornais.

Cresçam, porra!!! Caminhem, bando de vermes rastejantes!!!