Pages

Ads 468x60px

Labels

18 março, 2008

Dever ia








Nada está correto, onde deveria estar.

Sorrisos por interesse, lágrimas por pesar.

Existe a paz, a salvação do espírito, paraíso e vida eterna?

Não sei mais, não sei mais.

Gravatas ambulantes, saias caras desfilando um produto barato.

Palavras vazias, vazio da alma. Alma inexistente.

Algodão no céu, aviso nos jornais.

Armas nas prisões, jaulas dentro de nós.

Somos animais terríveis prontos para dar o bote.

Não, nada está correto, onde deveria estar.

Não existem deuses, a fé é no dinheiro.

Lixo espalhado dentro da sua carteira,

dentro da sua bolsa,

dentro do seu convívio,

dentro da onde não deveria estar.

Não entendo a igreja,

desconheço a política,

(nossa vida é política),

odeio a polícia,

não estou onde deveria estar.

Nada está onde deveria estar.

Nada estou onde deveria estar.

Estamos jovens.

Dever ia est ar.

11 março, 2008

Miserere - Andrea Bocelli & Zucchero Fornaciari



Miserere, miserere,
miserere, misero me,
però brindo alla vita!

Ma che mistero, è la mia vita,
che mistero!
Sono un peccatore dell’anno
ottantamila,
un menzognero!
Ma dove sono e cosa faccio,
come vivo?
Vivo nell’anima del mondo
perso nel vivere profondo!

Miserere, misero me,
però brindo alla vita!

Io sono il santo che ti ha tradito
quando eri solo
e vivo altrove e osservo il mondo
dal cielo,
e vedo il mare e le foreste,
vedo me che...
Vivo nell’anima del mondo
perso nel vivere profondo!

Miserere, misero me,
però brindo alla vita!

Se c’è una notte buia abbastanza
da nascondermi, nascondermi,
se c’è una luce, una speranza,
sole magnifico che splendi dentro me
dammi la gioia di vivere
che ancora non c’è!
Miserere, miserere,
quella gioia di vivere
che forse
ancora non c’è.